Palmas (TO), Segunda-feira, 04 de Março de 2024

GOVERNO DO ESTADO

Ação capacita nas áreas da beleza, panificação, confeitaria e artesanato

08/06/2022

11:30

SECOM

ELIANE TENÓRIO

©DIVULGAÇÃO

A aluna do curso de cabeleireiro, em Couto Magalhães, Nivânia Pereira Matos da Silva, afirmou que a capacitação está superando suas expectativas. "Os profissionais são muito bons e estou aprendendo bastante", afirmou. "Na cidade, geralmente, a gente não encontra alguém para cortar nosso cabelo. Quero  trabalhar na área assim que terminar o curso e vou começar cortando os cabelos de meus familiares", contou.

Maria Januária de Sousa Lima, 62 anos, também de Couto Magalhães, participa  da capacitação em confeitaria. "Fiz um curso de panificação e agora estou completando com o de confeitaria. Meu desejo é  melhorar a renda da minha família", afirmou.

Já a servidora da Apae do mesmo município, Ednamar Gomes de Lima Pereira, participa do curso de artesanato junto com outros servidores da instituição. "Quero aprender para ensinar na Apae e com a renda da venda dos produtos, ajudar os alunos da instituição", informou.  

Os cursos de capacitação estão acontecendo, entre os dias 15 e 10, pelo Governo do Tocantins, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas), e em parceria com prefeituras e setores das áreas produtivas, nos municípios de Luzinópolis, Itapiratins e Couto Magalhães.

São os cursos do setor da Inclusão Produtiva da Setas: Fornada de Talentos, Panificação, Workshop da Beleza e Artesanatos.

O público alvo são as famílias oriundas dos empreendimentos da economia solidária: Associações, Cooperativas, Entidades de Apoio, Assessorias e  as famílias atendidas pelos programas de transferência de renda, bolsa família e cadastradas no CadÚnico.  No total, a ação prevê capacitar 220 alunos, nas áreas de beleza, padaria, confeitaria e artesanato.

Couto Magalhães

Para o município de Couto Magalhães, estão sendo oferecidas as capacitações em cabeleireiro, confeitaria e artesanato, com foco  na confecção de pesos de porta e  bonecas. A previsão é para capacitar 60 pessoas.

"Os cursos da Inclusão Produtiva são de importância fundamental para a formação de profissionais, na geração de trabalho e renda, contribuindo no orçamento das famílias, gerando melhoria da qualidade de vida  dos alunos e seus familiares", afirmou o técnico de Referência de Inclusão Produtiva, responsável pelo acompanhamento das capacitações profissionais  promovidas em Couto Magalhães, Marco Antonio Coelho Barros da Silva."Aqui a metodologia é aprender fazendo, com aulas práticas e teóricas, de forma que os alunos possam ofertar produtos de qualidade para  seus municípios", afirma.

Luzinópolis

A aluna do curso de artesanato, Leda Pereira de Melo, está fazendo a capacitação em customização de sandálias. "É um trabalho que gosto de fazer e quero saber fazer com qualidade para vender e aumentar minha renda". "Gostei muito da iniciativa".    

No município de Luzinópolis as capacitações acontecem na Escola Municipal Beija Flor, onde estão sendo ofertados cursos de depilação, cabeleireiro, artesanato, com foco na customização de sandálias, panificação, design de sobrancelhas e maquiagem. A previsão é a de capacitar 60 pessoas.

Itapiratins

Em Itapiratins estão sendo ofertados cursos de panificação, cabeleireiro, barbeiro, artesanato, com foco na customização de sandálias, design de sobrancelhas e manicure e pedicure. "A previsão era a de atender 100 pessoas, mas, estamos atendendo 120 alunos, devido a alta procura pelo curso", afirmou a técnica de Referência de Inclusão Produtiva, responsável pelo acompanhamento das capacitações profissionais em Itapiratins, Daiana Tereza da Costa.    

Meta  

Em 2022, a meta é atender 124 municípios, capacitando 9.920 pessoas, de acordo com o gerente de Inclusão Produtiva da Setas,  Valter Frota Martins.

O secretário do Trabalho e Desenvolvimento Social, Zorivan Monteiro,  ressaltou que o projeto é de grande importância para os municípios do Tocantins na geração de renda. “Nossa equipe está pronta para capacitar todos os trabalhadores interessados em renovar seus conhecimentos. Estamos trabalhando para fomentar a inserção das famílias em situação de vulnerabilidade no mercado do trabalho  consequente geração de renda e melhoria das vidas das famílias tocantinenses",  destacou o secretário.

Inclusão Produtiva

O Governo do Tocantins desenvolve programas para inclusão produtiva, fomento à economia solidária, microcrédito, geração de renda e capacitação profissional, ações que visam à promoção social das famílias beneficiárias. O foco da Inclusão Produtiva é a responsabilidade social. O projeto é focado nas famílias em situação de vulnerabilidade, visando suas inserções no mercado de trabalho ou mesmo a produção própria para venda”, explicou Valter Frota.


Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Últimas Notícias

Veja Mais

Envie Sua Notícia

Envie pelo site

Envie pelo Whatsapp

Municípios

Toca News; 2021 Todos os direitos reservados.

PROIBIDA A REPRODUÇÃO, transmissão e redistribuição sem autorização expressa.

Site desenvolvido por: